Quem usa cannabis pode doar sangue?

Doar sangue é um ato de amor, que pode salvar muitas vidas e mesmo diante de tanta informação, muita gente ainda acredita que pessoas que usam cannabis não podem ser doadoras. Não é verdade: fumar maconha ou realizar o tratamento com extratos da planta não é um impeditivo. A restrição vale só para as 12 horas depois de consumir a cannabis. Passado esse período, o doador está apto a ir ao banco de sangue e fazer a sua parte, desde que siga os pré-requisitos para doar sangue.

Esse intervalo de poucas horas é uma medida de precaução para evitar que o material coletado não apresente contaminações. Caso você esqueça desse detalhe, mas quer colaborar com os bancos de sangue, pode encontrar outras maneiras de fazer isso. Por exemplo, oferecendo-se para acompanhar ou dar carona a um amigo doador até o local da coleta. Divulgar campanhas pró-doação também é uma ótima forma de cooperar. 

Veja as orientações do Ministério da Saúde

Assim como a cannabis, a ingestão de álcool na dose máxima de 40g impede a doação por um prazo de 12 horas. Já a dose superior impedirá a doação por 24 horas. O consumo de cocaína, anabolizantes ou crack exclui o doador por um ano. Já se há uso de drogas injetáveis, o doador é descartado e impedido de doar. O uso de outras drogas será avaliado pelo triagista durante a consulta. No entanto, é importante salientar que, em todos os casos, a aptidão dependerá da avaliação clínica do candidato antes da doação de sangue.


Vamos começar
O tratamento?

Agendar consulta

Quer receber as novidade sobre a UIDi?
Cadastre-se

    Tire suas dúvidas
    (11) 5197-4020