Benefícios do tratamento medicinal da Cannabis para Desempenho no esporte

Cannabis ajuda contra lesões e dores em atletas

Por ser um relaxante muscular, anti-inflamatório e também ajudar na ansiedade e no sono, é que os atletas profissionais estão cada vez mais aderindo ao tratamento com cannabis. Em países onde a planta é legalizada, já não é novidade. 

De jogadores de basquete a nadadores têm revelado publicamente usar o canabidiol (CBD),uma das substâncias extraídas da cannabis, para acelerar a recuperação de dores musculares, inflamações e lesões crônicas. 

COMO A CANNABIS MEDICINAL PODE AUXILIAR NAS DORES CRÔNICAS

Devido ao aumento do uso no meio esportivo, o CBD foi excluído da lista de substâncias proibidas da WADA (a Agência Mundial Antidoping) e da USADA (a Agência Antidoping dos EUA). Agora os  atletas que testam positivo para a substância não são mais punidos. Já aqui no Brasil o CBD é permitido apenas para fins medicinais, mediante receita médica e liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Parceria esportiva inédita

Recentemente o UFC (Ultimate Fighting Championship) fechou uma parceria com uma empresa do mercado da cannabis para realizar pesquisa com os atletas. Os estudos clínicos estarão focados no controle da dor, na inflamação, na recuperação de lesões e no bem-estar mental. O intuito da pesquisa é analisar a relação entre produtos de canabidiol com o bem-estar e a recuperação de atletas.


Diagnósticos mais comuns em Desempenho no esporte

Lesões musculares

Dores crônicas

Insônia

Vamos começar
O tratamento?

Agendar consulta

Dúvidas sobre o
Tratamento com Cannabis

. Para quais diagnósticos o tratamento com cannabis é recomendado?

A lista de diagnósticos aumenta a cada dia conforme novas pesquisas e descobertas vão sendo realizadas. Atualmente, a Cannabis Medicinal é utilizada nos seguintes diagnósticos:

  1. Alzheimer
  2. Anorexia
  3. Ansiedade
  4. Artrite
  5. Artrose
  6. Autismo
  7. Câncer
  8. Danos hepáticos
  9. Dependência química
  10. Depressão
  11. Diabetes
  12. Doença de Chron
  13. Doenças auto imunes
  14. Doenças reumáticas
  15. Dor de cabeça, enxaqueca, dor crônica e outras dores
  16. Endometriose
  17. Enxaqueca
  18. Epilepsia e convulsões
  19. Esclerose Múltipla
  20. Esquizofrenia
  21. Fibromialgia
  22. Glaucoma
  23. HIV
  24. Insônia
  25. Neuropatias
  26. Obesidade
  27. Paralisia cerebral
  28. Parkinson
  29. Prolactinoma
  30. Psoríase
  31. Retocolite ulcerativa (RCU)
  32. Sequela de AVC
  33. Síndrome do pânico
  34. Síndrome do Túnel do Carpo
  35. Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT)
  36. Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)

. Como a Cannabis age em meu corpo?

A cannabis age em nosso corpo através de um sofisticado sistema fisiológico, denominado Sistema Endocanabinoide, que ajuda o corpo humano a manter o estado de equilíbrio funcional do organismo, regulando várias de suas funções, como:

  • Apetite;
  • Controle muscular;
  • Memória;
  • Sistema imunológico;
  • Qualidade do sono;
  • Humor;
  • Reação a estresse e dores;
  • Entre outros.

. Como posso iniciar meu tratamento?

Essa é uma dúvida frequente entre as pessoas que consideram iniciar o tratamento com Cannabis Medicinal. A UIDi auxilia o paciente em toda sua jornada até iniciar o tratamento e, também, na busca pela dose ideal, com monitoramento online, acompanhamento e retorno após o início da utilização de derivados da cannabis.

O primeiro passo é agendar a consulta através de nosso sistema online ou pelo WhastApp. Em seguida, o paciente recebe contato de nossa equipe para acessar o questionário de pré-consulta. Já no dia da teleconsulta, o paciente recebe o link para acessar consulta online e todas as demais instruções.

A partir daí, o paciente deve seguir caminhos diferentes dependendo da prescrição médica. Os possíveis caminhos são:

  • Buscar uma associação que forneça o óleo nas condições prescritas pelo profissional. Existem, aproximadamente, 50 associações no Brasil, como a Abrace, Amme, Apepi e a Santa Cannabis. Confira a lista completa aqui (falta adicionar o hiperlink da lista);
  • Realizar a compra na farmácia. Atualmente, apenas 2 medicamentos são registrados, sendo eles: Mevatyl (Sativex) e Canabidiol (Prati-Donaduzzi); 
  • Realizar a importação diretamente do fabricante no exterior. Para essa opção é necessário obter autorização da Anvisa e buscar empresas que façam esse link com os fabricantes, como por exemplo a TerraCannabis, que possui, em seu catálogo, mais de 100 produtos;
  • Produzir o próprio remédio também é uma opção e realidade para mais de 130 famílias brasileiras que obtiveram na justiça um Habeas Corpus para plantio e extração caseira. As associações e grupos de advogados especialistas atuam para garantir esse direito aos pacientes.

Nós, da Uidi, estamos aqui para tornar todo esse processo mais simples e fácil, independente de qual caminho você e seu médico escolherem!

. Como saber se o tratamento dará certo?

O tratamento é altamente individualizado e é cada vez mais comum ver melhora na qualidade de vida de muitos pacientes que utilizam Cannabis Medicinal para os diversos diagnósticos.

Porém, é necessária uma observação constante pelo paciente ou seu responsável para encontrar “a dose ideal”, uma vez que cada organismo reage de maneira diferente pela individualidade do sistema endocanabinoide. É preciso ter cuidado com as doses ao utilizar cannabis. Normalmente, o indicado por especialistas é iniciar com baixas dosagens e ir aumentando de acordo com as necessidades e as respostas do corpo.

Ter um profissional médico especializado é essencial para o acompanhamento da terapia. Ele poderá orientar com sabedoria as dosagens e os índices de canabinoides necessários para o organismo e o tratamento da patologia.

Além disso, durante uma terapia utilizando canabinoides, é muito importante manter corpo e mente equilibrados, com exercícios físicos e psicoterapia sempre que possível.

. Quais efeitos-colaterais possíveis?

Os efeitos colaterais observados ocorrem, em geral, no período inicial do tratamento e dependem muito dos canabinoides que estão sendo ingeridos. Alguns efeitos mais comuns e são:

  • Agitação ou sonolência;
  • Alteração no apetite;
  • Diarreia;
  • Dificuldade de foco;
  • Náusea;
  • Tontura / sensação de estar aéreo.

A maioria dos efeitos citados costumam durar apenas alguns dias, especialmente entre as primeiras duas semanas após o início do tratamento com a Cannabis Medicinal. Entretanto, se você sentir que esses sintomas estão dificultando o seu tratamento ou prejudicando a sua qualidade de vida, agende um TeleAcompanhamento aqui (colocar hiperlink) para que possamos te orientar e ajudá-lo!

Também é importante saber que existem pessoa que fazem parte de grupos de risco para o uso de cannabis, como, por exemplo:

  • Pacientes cardíacos (evitar altas doses THC);
  • Pacientes hipotensos (evitar doses altas de CBD);
  • Portadores de doenças psicóticas (evitar doses altas de THC);
  • Portadores de doenças psiquiátricas (a critério médico);
  • Pacientes com pré-disposição para esquizofrenia (evitar THC);
  • Gestantes e lactantes (evitar doses altas de THC);
  • Crianças e adolescentes (evitar doses altas de THC).

Se você faz parte de algum desses grupos de risco e gostaria de iniciar o tratamento com Cannabis Medicinal, consulte nossos médicos e entenda quais são as opções para você!

. Como devo usar meu óleo de cannabis?

Os canabinoides são mais eficientes quando absorvidos diretamente pela corrente sanguínea, sendo o método mais eficaz a aplicação direta debaixo da língua. Portanto, para aplicar da melhor forma, coloque as gotas desejadas debaixo da língua e aguarde, pelo menos, um minuto antes de engolir. O início dos efeitos acontece após 5 a 20 minutos. Importante não tomar em jejum!

. Como posso consumir a cannabis?

Fumar é o método mais comumente associado ao consumo de cannabis, porém está longe de ser a melhor e única opção. O uso crônico da cannabis fumada está associada a sintomas respiratórios (como tosse e bronquite) e, além disso, até 50% dos componentes da planta são perdidos com a queima. Felizmente, hoje existem várias possibilidades confiáveis e mais saudáveis para usar a Cannabis Medicinal. Os extratos da planta para fins terapêuticos podem ser encontrados em pomadas, em cápsulas e até em alimentos. Lembre-se de sempre consultar seu médico sobre a dosagem e o melhor modo de ingestão. Abaixo, vamos te apresentar algumas possibilidades disponíveis hoje no Brasil:

Óleo

O óleo deve ser aplicado embaixo da língua na dose recomendada pelo médico. É imediatamente absorvido pelo sistema, chegando mais rapidamente ao cérebro e ao corpo. Como consequência, fornecem um rápido início de efeitos. Além disso, controlar a dosagem também é bem mais fácil com esse método de administração. É a forma mais prática de utilizar a Cannabis Medicinal e também o mais indicado para crianças e adolescentes. 

Comprimidos

Com este método, o início do efeito costuma ser mais tardio do que quando comparado ao óleo, mas é rápido como qualquer outro comprimido. 

Vaporizadores

Vaporizadores são utilizados para óleo/flores e produzem menos compostos tóxicos quando comparados a utilização da cannabis fumada, pois ocorre controle de temperatura de combustão. O vapor produzido deve ser inalado. Os efeitos são rápidos e há poucas evidências científicas de que esse modo de ingestão cause danos ao pulmão. Também é importante saber que o paciente precisa aprender a utilizar corretamente o vaporizador, o que pode demorar um pouco e dificultar o controle da dose por essa forma de ingestão nos primeiros dias.

Cremes / Uso tópico

As loções, cremes ou pomadas com cannabis devem ser aplicados diretamente na pele para o alívio localizado da dor e da inflamação, esse é o chamado uso tópico. É útil para pequenas dores, inchaços e contusões e, além disso, permite que os sintomas sejam tratados sem nenhum efeito psicoativo, ou seja, que altere a percepção da realidade.

Comidas

Os comestíveis atuam de forma potente no corpo inteiro, o que significa que são mais adequados para aqueles que sofrem de fortes dores, náuseas e falta de apetite. Os efeitos causados pela cannabis, quando essa via de administração é escolhida, costumam ser mais duradouros. Também é importante destacar que o controle da dose é mais difícil com essa forma de ingestão.

Produtos de beleza

Em virtude das suas propriedades curativas e reparadoras, os canabinoides são usados também como compostos ativos na fabricação de uma grande variedade de cosméticos. Cremes hidratantes, máscaras, óleos, xampus, sabonetes e vários outros produtos ajudam a embelezar, relaxar a pele e os cabelos e até a combater a acne.

A tabela abaixo resume algumas formas de utilizar a Cannabis Medicinal

Fumar/vaporizarOralUso tópico
Tempo para o início do efeito terapêutico5-10 minutos60-180 minutosVariável
Duração do efeito2-4 horas6-8 horasVariável
PrósAção rápida; ideal para sintomas agudos ou episódicos (náusea, dor…)Menos odor; mais praticidade; ideal para doenças crônicasMenos efeitos sistêmicos; ideal para sintomas localizados
ContrasRequer aprendizado do paciente; vaporizadores podem ser caros; fumar pode trazer danos as vias respiratóriasPode haver efeitos colaterais se iniciado de forma muito abrupta; precisa de avaliação constante quanto a doseTem apenas efeitos locais; ainda não existem muitas pesquisas sobre a eficácia e segurança

Adaptado de: MacCallum C. A., Russo, E. B., Practical considerations in medical cannabis administration and dosing. European Journal of Internal Medicine, 2018

. Entenda a diferença entre os óleos de Cannabis Medicinal

CBD isolado

Em termos científicos, um isolado é a forma mais pura de um composto. Esse tipo de óleo é produzido através de processos químicos que permitem a retirada de todos os outros compostos presentes na planta, incluindo terpenos, flavonoides, e outros canabinoides, ficando, no final, apenas o CBD.
O CBD isolado é normalmente extraído do cânhamo, o qual possui um baixo ou inexistente teor de THC.
Benefícios do CBD Isolado:
A forma mais concentrada de CBD;
Não há risco de ficar “alto”;
Versátil;
Adequado para pacientes que foram recomendados para tomar doses muito altas de CBD;
Indicado para pacientes sensíveis ao THC ou outros canabinoides.

Full Spectrum

Os óleos de Cannabis Medicinal do tipo Full Spectrum contêm todos os compostos encontrados naturalmente na planta, incluindo terpenos, flavonoides e outros canabinoides. A utilização de todas essas substâncias juntas pode ampliar os benefícios terapêuticos que cada canabinoide possui individualmente. Isso é chamado de “efeito entourage” ou “efeito de comitiva”.
Benefícios Full Spectrum:
Permite que o usuário se beneficie do efeito da comitiva;
A forma menos processada de CBD;
Contém terpenos e flavonoides para benefícios adicionais à saúde;
Alternativa para pacientes que desejam se beneficiar das quantidades vestigiais de THC em suas extrações.

 

CBD Broad Spectrum

O CBD de amplo espectro ou “Broad Spectrum” contém muitos compostos encontrados naturalmente na planta, incluindo terpenos, flavonoides e outros canabinoides, entretanto não possui o THC em sua composição.
Benefícios Broad Spectrum:
Oferece todos os benefícios do efeito de comitiva;
Menos processado que isolado;
Sem risco de efeitos psicoativos;
Útil para indivíduos sensíveis ao THC.

Se você está pensando em iniciar o tratamento com Cannabis Medicinal, converse com um médico aqui da UIDi e entenda qual a melhor opção para atingir seus objetivos!

A Clínica UIDi em números

+1.500 consultas realizadas
+35 diagnósticos atendidos
+100 consultas sociais
4 médicos especialistas
2 pesquisa internacional

Quer receber as novidade sobre a UIDi?
Cadastre-se

    Tire suas dúvidas
    (11) 5197-4020